Voltar ao topo.Ver em Libras.
Divina Musica Play
Instituto Sétima Ondatexto a servico do bem

Danças Circulares, terapia para integração e relaxar a mente#

« Última» Primeira
🛈ImprimirReportar erroTags:fará, região, dadas, crie, fluxo, energia, sustentar e todo586 palavras8 min. para ler
Danças Circulares, terapia para integração e relaxar a menteVer imagem ampliada
Quem nunca ouviu o hit "Ciranda, cirandinha, vamos todos cirandar...", não tem noção de nostalgia, não é mesmo? Caso a resposta seja não, você nunca ouviu essa música, quem sabe você também não ouviu falar em Danças Circulares. Mas fique tranquilo, o Instituto Sétima Onda explica o que é, os benefícios e ainda te convida para participar do II Simpósio de Terapias Integrativas, que vai acontecer dias 7 e 8 de setembro. A abertura do segundo dia do simpósio, será com  uma atividade em grupo de Dança Circular, com a terapeuta Aline Franco. Cada dia mais essa modalidade atrai mais adeptos, pois os benefícios para o corpo e alma vão ficando mais nítidos.


O que é?dança foi a primeira forma de expressão criativa do ser humano e expressava uma conexão com o sagrado e com o mundo que estava em sua volta, e a roda foi a forma que os povos antigos adotaram para desenvolvimento da vida em grupo e social. No Brasil, a atividade vem se propagando desde os anos 1980. Essas danças refletiam a necessidade de comunhão, celebração e união entre as pessoas e, por isso, foi visto o quanto elas eram transformadoras e acabou divulgando e adaptando os movimentos de forma que todos pudessem fazer parte do grupo. A dança circular permite entrar em contato com culturas antigas e distantes de nosso tempo.


Precisa de conhecimento sobre dança? Não, não precisa saber dançar. É só procurar um grupo e, literalmente entrar na roda. Cabe ao focalizador - pessoa que ministra os cursos- ajudar com os detalhes. Do resto, a própria roda se encarrega. A gente até brinca que na roda ninguém erra, só varia os passos. O movimento feito em roda é quase auto-explicativo e muito fácil de aprender.


Como proceder? As danças são feitas, geralmente, com as mãos dadas para que se crie um fluxo de energia entre as pessoas que vai sustentar todo o ambiente no qual a dança é feita. As músicas utilizadas e as coreografias variam de acordo com a região de origem.


Mas e então, o que há de especial?Primeiro é preciso notar que qualquer dança tem a clara função de estimular a sensação de bem-estar. Os movimentos fazem bem para o corpo e para a alma. Mas, o objetivo maior desse tipo de dança é a integração. A dança circular estimula o autoconhecimento e, por ser feita em roda, o conhecimento em relação ao outro. Além disso, ela contribui para aprimorar as nossas noções de espaço e consciência corporal. Provocam a rápida reflexão sobre o trabalho em equipe, compreensão sobre conflitos, ajuda a despertar a criatividade, a integração dos hemisférios cerebrais, estimula a coordenação, a flexibilidade e ainda, ativa uma espécie de meditação dinâmica.


Terapias Circulares: A eficiência desse tipo de dança já está mais do que provada por aí, já que está cada vez mais recorrente o trabalho em hospitais, presídios, escolas e empresas. O trabalho em hospitais tem crescido muito, como forma de ajudar na reabilitação e integração de pessoas que sofrem dos mais variados males. Pacientes com depressão, por exemplo, não saem os mesmos de quando entraram para uma roda de dança circular. É um tipo de terapia que envolve a área verbal, a integração, o autoconhecimento e traz um pouco de arte, por isso é muito eficiente.


Ficou curioso e com vontade de participar? Não perca tempo e faça a sua inscrição para o Simpósio de Terapias Integrativas. Um fim de semana que marcará a sua vida e te fará muito bem.