Voltar ao topo.

Brasil sem frestas Chapecó

« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:videos, espalhou, disponibilizar, parceria, estabeleceu, realização, regiões e várias667 palavras11 min. para ler
Brasil sem frestas ChapecóVer imagem ampliada
Na manhã de sábado (3/11), foi entregue a um casal morador da Vila Betinho, no Bairro Bom Pastor, a primeira casa revestida com embalagens Tetra Pak, as famosas caixinhas de leite. A iniciativa faz parte do Programa Brasil Sem Frestas, que tem como objetivo proteger as casas da umidade e do frio.

As embalagens servem como um isolante térmico, assim é possível bloquear o frio, o vento e água que entram pelas frestas e buracos das casas.

O trabalho foi realizado através de 10 voluntários, do Instituto Sétima Onda.

Camila, uma das voluntárias, ressalta que as caixas precisam estar limpas. "Atualmente os pontos de coleta são: Alberti, Unochapeco, Avhro, Programa Viver”.

Além das caixas de leite, o projeto precisa de doações de grampeador de estofador, tesoura, máquina de costura  industrial e linha de costura.

Para quem tiver interesse em ser voluntário, o projeto está sediado na Cruz Vermelha Brasileira, Filial Chapecó, e os encontros  são semanais, todas às quartas-feiras (9 às 11hs e 19 às 21hs) e nos sábados (14 às 16hs) para confecção das placas.

Conteúdo: https://clicrdc.com.br/categoria-geral/um-grupo-voluntario-reutiliza-caixas-de-leite-e-contribui-para-reformas-de-casas/

Voluntários do Instituto Sétima Onda responsáveis pelo Projeto em Chapecó: Marcia Adriana Lago, Carmen Lucia C.C. de Brum, Jhonny Camargo.

Idealização:
Em setembro de 2009, em meio a uma tempestade, a química Maria Luisa Camozzato preocupou-se com a situação das famílias em vulnerabilidade social.

Maria Luisa percebia o risco que a comunidade corria ao conviver diariamente com o frio e a umidade em seus lares após as chuvas.  Conhecedora da estrutura das embalagens Tetra Pak, Maria Luisa teve uma inspiração: unir as caixas, fazendo uma placa com efeito isolante térmico. Dessa forma, encontrou uma possibilidade de bloquear o frio, o vento e água que entravam pelas frestas e buracos das casas.

Com a ideia em mente, a química convocou colegas para formarem um grupo de voluntariado. Juntos, iniciaram o trabalho de coleta, corte e costura das caixas. A iniciativa permitiu que as famílias pudessem ter um conforto imediato, sem depender de grandes investimentos ou auxilio governamental. A partir daí foi criado o Brasil Sem Frestas, logo o projeto se espalhou para várias regiões do Brasil.

Realização Brasil Sem Frestas Chapecó:
O Instituto Sétima Onda estabeleceu parceria com a Cruz Vermelha Brasileira, Filial Chapecó, para disponibilizar o local e iniciar as atividades, tendo em vistas que as caixas de leite devem ser cortadas, limpas e costuradas até que sejam destinadas às casas da cidade e região.

Equipes de trabalho:
1- Administrativa: Faz o trabalho de captação de caixas, identificação de casas, inclusão e treinamento de voluntários, além de palestras de conscientização nas escolas, comunidades, condomínios, etc. e colocação das caixas nas casas selecionadas.

2- Operacional:
Desenvolve o trabalho na sede do projeto ou em suas casas, dependendo da disponibilidade de tempo e faz também o trabalho final de colocação das caixas nas casas selecionadas.

3- Apoio:
Faz a coleta e entrega das caixas na sede do projeto e também o trabalho final de colocação das caixas nas casas selecionadas.

Poderão participar das equipes qualquer pessoa que queira contribuir da forma que melhor se adequar.

Objetivo Geral: Levar conforto térmico às casas de madeira de pessoas carentes, seja no frio ou calor a sensação térmica vai ficar bem melhor para os moradores da casa.

Objetivos Específicos: Melhorar a saúde pública, retirar do meio ambiente um produto de alta durabilidade e fazer reciclagem direta.

Público Alvo: Pessoas em vulnerabilidade social.

Estratégias do Projeto

- Formar parcerias;
- Identificar pontos de coleta de caixas: Colégios, condomínios, residências, empresas;
- Fazer com que as caixas cheguem na sede do projeto;
- Montar as equipes de trabalho.

Metodologia:
- Definir local do projeto; 

- Captar voluntários e treiná-los;
- Palestrar e distribuir material informativo nos locais de coleta;
- Buscar parcerias para viabilizar os recursos materiais - máquinas de costura industrial, linhas, guilhotina, tesouras, grampos,

grampeadores, extratores de grampos, escadas, martelos, aventais e camisetas para identificar os voluntário, etc.

https://www.facebook.com/brasilsemfrestascco/

https://www.facebook.com/brasilsemfrestas/videos/1931745656897743/UzpfSTM3MDcyMjMxMzAwMDA5MzoxOTUwOTM3NjAxNjQ1MjE1/


Ver imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliadaVer imagem ampliada
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it